ESPAÇO COLECTIVO ARTISTICO E CULTURAL - COORDENADO PELA POETISA AMÉRICA MIRANDA - E ONDE SE INSEREM AS CONTRIBUIÇÕES DE TODOS OS TERTULIANOS, TANTO EM VERSO COMO EM PROSA, COM O OBJECTIVO DE DIVULGAÇÃO E HOMENAGEM AO GRANDE POETA ELMANO SADINO !
Sábado, 8 de Abril de 2006
A TRIBUNA DOS POETAS - AMÉRICA MIRANDA E ANTÓNIO SALA

                                      

PRISÃO SEM GRADES

Por
América Miranda

Sonhei que estava numa prisão sem grades,
estava aprisionada
tentei libertar-me
completamente angustiada
gritei pelo Senhor meu Criador 
e Ele valeu-me com o Seu Amor.

Hoje estou livre de pesadelos,
de sonhos, angústias 
e tal como os pássaros posso voar 
e livremente sorrir
ser eu e todo o mundo amar.

A força telúrica que me foi dada
vence tudo, até a adversidade
vence deslumbramentos, vence vendavais 
e assim sou livre
tenho tudo e não tenho nada
resta-me afinal 
a saudade
companheira de todos os meus ais.


* 

                                    

HISTÓRIA DE PORTUGAL

Por
António Sala

Lisboa, velha dama, capital do meu País,
cidade de colinas e de guerras que eu não fiz,
mil histórias de um passado, pelo Rei e pela grei,
de terras de um só dono, dono de toda a lei.

Dum berço em Guimarães e duma Inês, mártir de amor.
de muitas dinastias, filipinas a pior
das trovas de Coimbra, dos fados de Lisboa,
de santos milagreiros, de tanta coisa boa.

País de mil heróis, guerras ganhas, perdidas,
da praia da Figueira à Foz das despedidas,
manhãs de nevoeiro em Alcácer Quibir,
d' El Rei que não virá, a um sonho que há-de vir.

 
País por inventar, deu mar às caravelas,
dobrou Adamastores, por cartas das estrelas,
dançou em novos mundos, com homens doutras cores,
nas Áfricas, nas Índias, antigos esplendores.

País que aos quatro pontos cardeais chegou,
da grandeza d’ outrora que migalha sobrou? 
ó meu pobre País, com rosto de criança,
preserva a Caravela como um sinal de esperança.

António Sala
In “Palavras Despidas de Música”


publicado por assismachado às 19:35
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

A VOZ POÉTICA DOS TERTULI...

TERTULIANOS LAUREADOS - M...

A TERTÚLIA NO FACEBOOK

POEMAS DE GOETHE

O SÉCULO DE BOCAGE

POETAS DO FUTURO

OS AMIGOS DE ITÁLIA

TERTÚLIA ANUAL DE HOMENAG...

COLABORAÇÃO POÉTICA

TRIBUNA DOS TERTULIANOS

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2012

Maio 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Dezembro 2009

Setembro 2009

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds