ESPAÇO COLECTIVO ARTISTICO E CULTURAL - COORDENADO PELA POETISA AMÉRICA MIRANDA - E ONDE SE INSEREM AS CONTRIBUIÇÕES DE TODOS OS TERTULIANOS, TANTO EM VERSO COMO EM PROSA, COM O OBJECTIVO DE DIVULGAÇÃO E HOMENAGEM AO GRANDE POETA ELMANO SADINO !
Segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2005
A TRIBUNA DOS POETAS - ARMANDO DAVID
MALDITA POLUIÇÃO

Por
Armando David

Levanto aqui um alerta
com grande consternação,
o perigo que nos aperta
chamado poluição.

Ela ataca a Natureza
deixando-a vil e deserta
rouba-lhe toda a beleza,
levanto aqui um alerta.

Espalha-se pela cidade,
ataca tudo, e então,
meu peito sente ansiedade
com grande consternação.

São os homens os culpados
desta mortandade certa
a qual nos faz desgraçados:
o perigo que nos aperta.

Ao lixo e à fumarada,
detritos e podridão,
p’ rigo reduzindo a nada
chamado poluição.

Faz pena, causa tristeza,
ver tanta desolação
invadir a Natureza.
Maldita poluição !

Vida sã é felicidade
e a saúde uma riqueza,
mas lixo e fumo, em verdade,
faz pena, causa tristeza.

O homem, sem compaixão,
na sua ânsia de grandeza,
deixa essa destruição
invadir a Natureza.

São os campos, são os rios,
e os ares em poluição,
confesso, sinto arrepios,
ver tanta desolação.

Vamos todos construir
mundo novo, pois então,
para deixar de existir
maldita poluição !


Armando David


publicado por assismachado às 14:01
link do post | comentar | favorito
|

DAS COMEMORAÇÕES BOCAGEANAS - QUEIXAS DE LISBOA
INGRATIDÃO QUE BOCAGE NÃO MERECE

Por
Mª de Lourdes Agapito

Morreu Bocage em Lisboa, no dia 21 de Dezembro de 1805, no terceiro andar de uma casa modesta na Travessa de André Valente, 23 e 25, à Calçada do Combro.
Quem pensar que a avenida Barbosa du Bocage é uma homenagem ao Poeta, engana-se. A homenagem foi feita ao naturalista, zoólogo e político José Vicente Barbosa du Bocage ( 1823 – 1907 ), segundo primo de Bocage.
No Segundo Centenário da morte de BOCAGE, Lisboa ainda não prestou a devida e merecida HOMENAGEM A BOCAGE. Não há em Lisboa um monumento em honra do poeta, insigne mestre do Soneto. Antes pelo contrário nem depois de morto tem sorte e descanso.
Havia em Santo Amaro uma rua com o seu nome perto da rua Luís de Camões, Rua Jau, Rua Gil Vicente, Rua Sá de Miranda, etc. nomes que estavam bem em sua companhia. Incompreensivelmente foi retirado da toponímia da freguesia de Alcântara, para mais tarde ir para a área de Carnide. No seu lugar, está na rua de Bocage o nome de um pintor. Li, no Jornal Expresso, que a Câmara Municipal de Lisboa tem uma política definida de nunca mudar o nome das artérias ou das praças. Novos nomes só são atribuídos a ruas novas ou que ainda não tenham nomes.
Vem isto a propósito da “ Rua de São Bento ou Rua Amália ?” Então como é ? Porque razão se mexe na rua de Bocage que estava lá, desde que me conheço?
Não será uma ingratidão, uma afronta para o poeta? Para os amigos, admiradores do poeta e para a própria história da Cultura Portuguesa ?


Mª de Lourdes Agapito


publicado por assismachado às 13:19
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 25 de Fevereiro de 2005
POETAS CONSAGRADOS - NATÁLIA CORREIA
MÃE ILHA


No coração da Ilha está um vaso
cheio de pérolas que p' ra mim sonhaste,
ó mãe completa da manhã ao acaso,
pastora dos meus sonhos, minha haste.

Parti pr' às Índias do meu estranho caso-
- ó danos que dos versos sois o engaste!-
e com maus fados se entendem ao acaso
lírios e feras do meu vão contraste.

Ave exausta, o retorno quem me dera,
vou no canto dos órfãos soletrando
o âmbar da manhã que ali me espera.

Feridas asas, enfim ali fechando
ao pasto e à onda me unirei sincera,
Ilha no manso azul de mãe esperando.


Natália Correia
In SONETOS ROMÂNTICOS


publicado por assismachado às 19:23
link do post | comentar | favorito
|

EDITORIAL BOCAGEANO - EM LOUVOR DE BOCAGE !
Por
América Miranda


A vida interior de Bocage foi intensa e a sua arte o mostra. Cultivou as mais variadas formas métricas ainda que sem respeitar as fronteiras distintas que noutro tempo as separavam. A suas composições de matéria amorosa ou satírica, todas documentam igualmente a perfeição superior da arte de versejar. Os seus Sonetos representam momentos raros e geniais em que o Vate nos patenteia a sua alma. Entre os Sonetos há algumas obras-primas que unem a veemência e o significado universal do sentimento com a insuperável perfeição da forma.
Este poeta admirável tornou-se, infelizmente, o centro de formação de lendas obscenas e o povo recorda-o mais por isso, todavia temos de o erguer ao seu alto lugar de artista, separando-o inteiramente desse envoltório miserável.
Bocage, o maior lírico do Século XVIII, tem sido admirado, estudado, divulgado e defendido pela Tertúlia Poética “Ao Encontro de Bocage” que fundei há oito anos e da qual sou Presidente. Neste mês de Janeiro a Tertúlia e o “Arauto de Bocage” estão de parabéns pelos seus 8º e 7º aniversário respectivamente.


América Miranda
In “O Arauto” , nºs. 85 / 86


publicado por assismachado às 19:05
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 24 de Fevereiro de 2005
A TRIBUNA DOS POETAS - ANTÓNIO SALA
A UM AMIGO

Por
António Sala


Então amigo, irmão, companheiro,
paraste a viagem ?
Em tarde tão quente deixaste-nos frios,
levaste a coragem.

Então amigo, irmão, companheiro,
deixaste-nos sós.
E o silêncio da tua partida
levou tua voz.

Foram contigo cantigas em flor
desde a “Cinderela”
aos “Versos de Amor”.
Tudo o que escreveste
e tantos cantámos de ti,
todos os meninos sabiam de cor:
desde o “Play Back”
ao “Peão das Nicas” do Senhor Doutor.

E fomos tantos os teus companheiros
na curta jornada.
Mas nós levaremos as tuas canções
pela mesma estrada.

Do “Vinho do Porto” ao velho “Foguete”
e ao “Estebes” também.
Brincava com as notas e com as palavras
ai, como ninguém.

Do teu “Pó de Arroz”, que fica marcado
nos nossos sentidos,
se eleva um silêncio que sabe a saudade.
Só tinha amigos.
E agora amigo, irmão, companheiro
deixaste-nos sós.
Mas ficam no povo as tuas canções,
pois, Carlos Paião,
o povo tem voz !


António Sala
In PALAVRAS DESPIDAS DE MÚSICA


publicado por assismachado às 11:14
link do post | comentar | favorito
|

DAS COMEMORAÇÕES BOCAGEANAS - QUEIXAS DE SETÚBAL
“ANO BOCAGE” MAIS MODESTO


O presidente da Câmara de Setúbal, Carlos de Sousa, vai prosseguir com as Comemorações do Ano Bocage, ainda que de forma mais modesta, mesmo que a ministra da Cultura, Maria João Bustorff, não apoie a iniciativa.
No ano em que se comemoram 200 anos sobre a morte do poeta setubalense, foi com estranheza que a Câmara local viu recusada a candidatura apresentada ao Programa Operacional da Cultura de 2005.
A verba destinava-se, entre outras iniciativas, a transformar a Casa Bocage num Museu e não apenas num espaço de exposições. No entanto, o pedido foi indeferido, e o autarca já solicitou à ministra uma audiência “com carácter de urgência” para discutir esse e outros assuntos …É que este ano a Câmara foi confrontada com uma redução global de apoios estatais, que põem em risco várias Instituições. O QUE DIZER ? Apenas « Sem comentários » !
Entretanto, como todos sabemos, vai haver novo Governo, em breve. Perguntamos nós : será reposta justiça, atempadamente ?

In “C. M. “ de 6-01-2005


publicado por assismachado às 10:53
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2005
A TRIBUNA DOS POETAS - MARIA DE LOURDES FERREIRA
PARTISTE FELICIDADE

Por
Lourdes Ferreira


Felicidade aonde estás ?
Porque sem querer tu partiste ?
Como bola de neve que se desfaz,
só de pensar em ti fico triste.

Chora tantas vezes o coração,
sente sangrando, e está perdido,
foi para longe a separação,
um amor feliz, quando vivido.

Os anos vão-se alongando,
a felicidade foi p’ ra esquecer,
vai-se andando, e sonhando,
o tempo passando a correr.

E a solidão aumentando,
a cada dia que vai nascer,
e assim me atormentando,
ficando apenas o entardecer.


Mª. Lourdes Ferreira


publicado por assismachado às 19:20
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 18 de Fevereiro de 2005
A TERTÚLIA POÉTICA ALÉM FRONTEIRAS
IL-CONVIVIO X TERTÚLIA POÉTICA

Está sendo analisado pelas duas Partes, em epígrafe, o primeiro conjunto de propostas relativas a um futuro Protocol Internacional. Eis o primeiro esboço :

TERMOS DE PROTOCO

1 . Troca de correspondência / notícias entre os dois Grupo ( quinzenal ) ;

2 . Troca de assinatura de Revista, pelos Grupos : O ARAUTO ( bimestral ) x
IL-CONVIVIO ( Trimestral ) : Vocês, enviam para nós cinco exemplares, sem
contar o meu e o da Presidente América Miranda, e Nós, enviaremos para Vocês
dez exemplares ;

3 . Os dois Grupos comprometem-se a enviar o mínimo Dez textos Poéticos / de
Conto / Ensaio / Drama, de autores filiados diferentes ( para já ! ) . As Duas
Direcções reservam-se o direito de seleccionar e publicar, nas respectivas
Revistas , no mínimo 50% do total, sempre que possível em bilingue : Vocês,
traduzem para italiano e nós, traduziremos para português ;

4 . Atribuição de prémios, anualmente, entre os dois Grupos, para os três
melhores autores publicados : vocês, premeiam os três melhores portugueses, e
nós, os três melhores italianos. Os prémios respectivos serão combinados oportunamente ;

5 . Publicação de pequenos Textos, com a frequência possível, nos Sites da
Web para divulgação : Nós, publicaremos Textos vossos na TERTÚLIA POÉTICA
e vocês, publicarão Textos nossos em IL-CONVIVIO ;

6 . Envio mútuo de Lista dos principais membros de cada um dos Grupos, para
efeitos estatísticos úteis , a renovar periodicamente;

7 . Outros aspectos a propor para estudo , como por exemplo : publicação de
uma obra literária conjunta ; Viagem-intercâmbio, entre Itália e Portugal
( com alojamento gracioso durante 3 / 5 dias e número de elementos a
combinar: um ano, Vocês visitam o País de Bocage , no outro ano, Nós
visitaremos o País de Tasso , e assim sucessivamente ; participação em
Exposições Literárias, etc .

8 . Estas são algumas das nossas Propostas, para já. Vocês dirão quais as
que
podem aprovar como viáveis e / ou, não concordando com alguns destes Termos,
poderão propor alternativas, para nós analisarmos. Quando estiver pronto o
texto do Protocolo Final , o mesmo será assinado pelos PRESIDENTES , e mais
outros dois membros de cada Grupo, ficando cada Grupo com um exemplar ;

9. Eventuais alterações poderão ser aprovadas, em qualquer altura, por consenso das
duas Direcções.


Proposta em esboço da autoria do
Prof. Francisco de Assis M. Cunha,
( Membro efectivo da Tertúlia Poética
"Ao Encontro de Bocage" )


publicado por assismachado às 12:16
link do post | comentar | favorito
|

« JÁ BOCAGE NÃO SOU » - RONDA DAS COMEMORAÇÕES 2005
LISBOA BALLET CONTEMPORÂNEO


Benvindo Fonseca homenageia o maior poeta que Setúbal viu nascer “Magro, de olhos azuis, carão moreno”, Manuel Maria Barbosa du Bocage morreu aos 40 anos, em 1805. No âmbito das Comemorações do bicentenário da sua morte, o coreógrafo Benvindo Fonseca criou um solo de homenagem ao poeta da Nova Arcádia, que dedicou parte da sua obra à causa da “ libertação da mulher “. “Murmúrio”, como se intitula a peça, estreia esta semana no Teatro Camões, incluída no primeiro programa da temporada do Lisboa Ballet Contemporâneo. Com música de César Viana e Luca Marenzio, “Murmúrio” retrata uma mulher do Século XVIII que se emancipa face à moral social que a oprime.

In SETE , Revista VISÃO, nº 624


publicado por assismachado às 12:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2005
A TRIBUNA DOS POETAS - JÚLIO ROBERTO
Por
Júlio Roberto

I

Veste-te de ti
E não de outro.
Saberás então
Onde estão
Os teus amigos.

II

S e ouvires alguma vez
O cântico da natureza,
Aguarda o silêncio
Do Amor !


JÚLIO ROBERTO
In “Todas as respostas estão em Ti”


publicado por assismachado às 13:52
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

A VOZ POÉTICA DOS TERTULI...

TERTULIANOS LAUREADOS - M...

A TERTÚLIA NO FACEBOOK

POEMAS DE GOETHE

O SÉCULO DE BOCAGE

POETAS DO FUTURO

OS AMIGOS DE ITÁLIA

TERTÚLIA ANUAL DE HOMENAG...

COLABORAÇÃO POÉTICA

TRIBUNA DOS TERTULIANOS

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2012

Maio 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Dezembro 2009

Setembro 2009

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds