ESPAÇO COLECTIVO ARTISTICO E CULTURAL - COORDENADO PELA POETISA AMÉRICA MIRANDA - E ONDE SE INSEREM AS CONTRIBUIÇÕES DE TODOS OS TERTULIANOS, TANTO EM VERSO COMO EM PROSA, COM O OBJECTIVO DE DIVULGAÇÃO E HOMENAGEM AO GRANDE POETA ELMANO SADINO !
Terça-feira, 16 de Janeiro de 2007
ATITUDES QUE FAZEM HISTÓRIA

                                           GRITO DE REVOLTA 

                                                      Por
                                            América Miranda


Por muito que se goste de uma pessoa não podemos deixar de lhe notar os defeitos e alguns chocam com os nossos sentimentos e por vezes fazem esfriar a chama que está dentro de nós. Mas, se observarmos, se analisarmos os nossos defeitos, talvez consigamos ceder um pouco aos defeitos dos outros.
Por vezes sou um pouco intolerante e não suporto a minha intolerância, procuro no ar, no infinito, em tudo o que me rodeia, algo que não consigo encontrar, algo de oculto, sublime e indefinido que não deve existir. Por isso sou inconstante. Por isso não acho o amor com que sonho, amor que povoa os meus sonhos e não existe na realidade, porque o mundo mudou, porque os sentimentos que eram lindos estão sórdidos, angustiantes e assustadores, porque impera o interesse, a sede do poder e o subir alto mas sem capacidade para alcançar o cume.
Pobre mundo, pobre Humanidade, pobres de todos nós que não conseguimos nada de nada deste universo iníquo, o qual está de rastos e no fim. Vou andando ao sabor das marés, levada pelos ventos ameaçadores de mudanças para um clima insuportável para a Humanidade aterrada e sem forças para lutar. Mas eu luto, luto muito, mas com a certeza de que não será em vão essa luta. Tenho a força da musa que me dita as palavras, a força telúrica da minha alma ainda apaixonada e crente de que vencerei, eu e outros poetas verdadeiros como eu, que querem mostrar aos outros, as torpezas e enganos de que somos alvo.
Não se deixem envaidecer pelo dom que Deus vos deu – empreguem-no na luta por um mundo melhor. Não deixem as palavras amordaçadas nas vossas bocas, façam como eu – gritem, mas gritem alto, não tenham receio de serem frontais, não sejam cínicos, fingidos, mostrem que os poetas são uns seres especiais e não devem atraiçoar nunca um dom que vos foi concedido. Lutem com a pena, lutem com a força da vossa alma por vezes torturada, mas fortalecida pela crença de que podem construir algo de novo que trará a felicidade àqueles que sofrem na carne o ferrete da injustiça e o amargo das maledicências daqueles mordidos pelo veneno letal da inveja de não serem como vós.



publicado por assismachado às 11:13
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

A VOZ POÉTICA DOS TERTULI...

TERTULIANOS LAUREADOS - M...

A TERTÚLIA NO FACEBOOK

POEMAS DE GOETHE

O SÉCULO DE BOCAGE

POETAS DO FUTURO

OS AMIGOS DE ITÁLIA

TERTÚLIA ANUAL DE HOMENAG...

COLABORAÇÃO POÉTICA

TRIBUNA DOS TERTULIANOS

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2012

Maio 2012

Setembro 2011

Agosto 2011

Dezembro 2009

Setembro 2009

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds